Por que testes de elenco são tão importantes, mesmo no período de formação do ator?

Bruno Albuquerque formou-se em administração em 2010 e exerce a profissão de administrador de empresas desde 2011. Entrou na Hipérion no ano de 2016 e, na escola, já está ensaiando a sua 5ª peça.
Dentro da Escola, Bruno já fez parte de peças como “Comédias da Vida Privada”, de Luis Fernando Veríssimo; “Viúva, Porém Honesta”, de Nelson Rodrigues e “Entropia: o Caos da Humanidade”, que foi uma construção coletiva da turma.


O aluno também participou, no dia 12 de setembro, do teste de elenco para o curta-metragem “O Coração Denunciador”, foi um dos selecionados e representou o principal personagem da trama.
“É essencial participar de testes, principalmente no início”, contou Bruno. “As oportunidades não vão cair no colo. Se você quer trabalhar como ator, tem que correr atrás, se preparar e mostrar que está em condições. Tem muita gente boa no mercado e, se o ator não buscar oportunidades e se preparar para elas, não vai ter espaço”, afirmou.
Quando perguntado se seu primeiro teste de elenco o encorajou para outras seleções, Bruno demonstrou total interesse. “Sim, claro!”, falou, entusiasmado. “Me mostrou que não é coisa de outro mundo, que tem muita gente produzindo e precisa de atores que estejam dispostos a aprender”, respondeu. 
No curta, Bruno deu vida ao personagem principal: o louco. O diretor do filme, Márcio Martins, comentou sobre a importância do teste, que surgiu de uma parceria da Escola junto a alunos do curso de Cinema e Audiovisual da Faculdade Aeso Barros Melo. “Eu diria que é um processo importantíssimo. É onde garimpamos o que nos é conveniente de acordo com o projeto, e, nesse conveniente, se enquadra muita coisa (aparência, voz, bagagem, etc) e, em segundo momento, os ensaios, que são justamente para afinar entre diretor e elenco os trejeitos, as movimentações. Acredito que seja quase um renascimento do personagem. Ele é gerado no roteiro, vai tomando forma nos ensaios e por fim nasce durante as gravações”‬.
Em relação ao teste de Bruno, Márcio mostrou-se surpreso no primeiro momento. ‪“Bruno já chegou surpreendendo a mim e aos outros membros da equipe. Ter um ator que conhecia o teBrunoxto original e que tinha facilidade de entrar no personagem nos caiu como uma luva, já que tivemos pouco tempo para pré-produção. Além disso, durante os ensaios, tive a sorte de ter um profissional interessadíssimo no projeto, que, além de ouvir o que eu havia construído para o personagem, sugeria e criava junto comigo. Foi, sem dúvida, uma colaboração muito boa”, exclamou.‬
A Hipérion busca sempre fazer ligações que trazem benefícios aos alunos, principalmente na realização de testes. Esse é o pontapé inicial na montagem de um bom portfólio. “Uma parceria entre uma escola de atores e uma escola de cinema é juntar a fome com a vontade de comer”, divertiu-se Bruno.

Av Norte, 2608 Sala 4 , Encruzilhada , Recife-PE | Cep: 52041-080

× Como posso te ajudar?